À ESPERA QUE VOLTE

Espetáculo de teatro para um ator, 7 crianças e a sua sombra

—-

Texto Madalena Victorino e Paulo Duarte Encenação Madalena Victorino

—-

Classificação etária m/ 6 anos   Duração 60 min.

O homem forte e bom que vem ao nosso encontro, é Piotor. Piotor não é português. Caiu de um avião de carga numa noite de temporal, numa serra árida onde depois de muito andar no escuro, encontra um cão. Esse cão é pastor e leva-o para junto do seu rebanho. O rebanho leva-o para a aldeia. Na aldeia há um teatro e o vazio que Piotor sentia, preencheu-se.

Piotor trouxe consigo uma história sobre a água…sobre uma gota de água que ao cair do céu da Rússia, transforma as crianças que a querem ouvir, em pequenos russos que em vez de mãos, têm o poder de trazer a chuva e o dilúvio para dentro de casa.

Quando a história termina, as crianças só esperam que a gota de água volte a cair para refrescar os seus dedos…

O Teatro do Montemuro vê no projecto “À Espera que volte” a necessidade de reflexão e a consciencialização através dos mais jovens, sobre a importância da água e sustentabilidade dos recursos naturais. A água é um bem essencial para a nossa existência/sobrevivência, e nós…temos consciência disso? Os mais pequenos têm já esta consciência da preservação da água, poupança e reutilização. A escola contribui claramente para esta sensibilidade. Também o Teatro do Montemuro tem esta preocupação e quer partilhar esta reflexão com o público, através da história de uma viagem mágica de uma gota de água. Não será por certo um acaso reconhecer durante o espetáculo que esta gota de água nos apresenta o Ciclo da água, a sua viagem.

Texto Madalena Victorino e Paulo Duarte Encenação Madalena Victorino Assistente de EncenaçãoAbel Duarte Cenografia e Figurinos Sandra Neves Direção Musical e Banda Sonora Fernando Mota Interpretação Piotor (Paulo Duarte) a sua Sombra (Maria da Conceição Almeida) e sete pequenos músicos russos Agradecimentos Maryana Bardashevska, Camila Correia, Carolina Correia e Frederico Duarte

Fotografias e vídeo: Lionel Balteiro